Escrito em

 logo_p

INFORMATIVO

N˚ 23 – Março/2016

O que rola por aí

——————————————

“Negros quase triplicam no ensino superior no Brasil em 10 anos”

Os jovens de 18 a 24 anos que frequentam ensino superior no Brasil somavam 58,5% do total de estudantes nessa faixa etária em 2014. O percentual é 25 pontos percentuais maior que o de dez anos antes.

Veja a notícia completa em: http://www.ceert.org.br/noticias/educacao/10307/negros-quase-triplicam-no-ensino-superior-no-brasil-em-10-anos

Interno da Fundação Casa entra em faculdade: ‘Achei que não teria futuro’

Quando foi transferido da Grande São Paulo para a unidade 3 da Fundação Casa em Sorocaba (SP), João (nome fictício), 18 anos, não imaginou que sua vida mudaria tão radicalmente.

Veja a notícia completa em: http://g1.globo.com/sao-paulo/sorocaba-jundiai/noticia/2016/02/interno-da-fundacao-casa-entra-em-faculdade-achei-que-nao-teria-futuro.html

“ONU: Polícia brasileira matou mais de 2 mil pessoas em 2015, em sua maioria afrodescendentes”

O chefe de Direitos Humanos das Nações Unidas, afirmou que a polícia brasileira foi responsável pela morte de mais de 2 mil pessoas em 2015. Vítimas eram, em sua maioria, pessoas negras.

Veja a notícia completa em: https://nacoesunidas.org/onu-policia-brasileira-matou-mais-de-2-mil-pessoas-em-2015-em-sua-maioria-afrodescendentes/

Juventude Negra e Empreendedorismo

A prática empreendedora vem crescendo no Brasil, sobretudo quando diz respeito à população negra. Praticamente metade dos empreendedores tem menos de 40 anos.

Veja a notícia completa em: http://www.cartacapital.com.br/sociedade/o-perfil-do-empreendedor-negro-no-brasil

 

No dia 8 de março foi comemorado o Dia Internacional da Mulher. Nós, do Observatório da Juventude selecionamos algumas notícias relacionadas ao universo feminino, à defesa do empoderamento das mulheres na sociedade e a recordação desse dia como símbolo de resistência e luta por direitos:

Manifesto: Eu apoio a legalização do aborto

A lógica da maternidade compulsória e as consequências do aborto ilegal no Brasil recaem justamente sobre mulheres, de muito baixa renda, que não têm acesso a uma rede de saúde de qualidade, a maternidades públicas, creches, escolas e profissionais preparados, emprego e rendas

Veja a notícia completa em: http://www.cartacapital.com.br/sociedade/manifesto-eu-apoio-a-legalizacao-do-aborto/

Grandes personalidades femininas

Às vésperas do 8 de março, Dia Internacional de Luta das Mulheres, jovens fazem releitura fotográfica de algumas personalidades femininas

Veja a notícia e fotos do ensaio em: http://www.brasildefato.com.br/node/34326
https://www.facebook.com/media/set/?set=a.1102998813099005.1073741858.162474053818157&type=3

Aplicativo une mulheres contra a violência doméstica

Uma rede colaborativa em que vítimas podem compartilhar suas experiências sobre a violência doméstica. Com esse objetivo foi criado o aplicativo pernambucano “Mete a Colher”.

Leia mais em: http://brasileirissimos.com.br/2016/03/aplicativo-pernambucano-une-mulheres-contra-violencia-domestica/

Acontece no OJ
—————————————

Fórum das Juventudes: Encontro de Planejamento Estratégico

Em destaque, no início desse ano, o Fórum das Juventudes da Grande BH realizou seu encontro de planejamento estratégico, havendo como principais objetivos avaliar as ações realizadas em 2015 e apontar as diretrizes políticas para as ações desse ano. Além disso, esse espaço representou o momento conjunto da rede, de encontro dos afetos, que marcam uma nova etapa na vida coletiva do Fórum.

O encontro aconteceu entre os dias 19 a 21 de fevereiro no município de Mário Campos, contando com a presença de representantes de todos os 11 grupos que compõem a rede, além de vári@s ativistas autônom@s que integram o Fórum, parceir@s que acompanham as ações e jovens que participaram do processo formativo realizado pelo Fórum no ano passado.

O primeiro dia foi marcado pela recepção de tod@s com uma dinâmica mais descontraída, principalmente, através de uma proposta de biodança e em seguida um espaço sobre o histórico das ações em 2015, acompanhado, logo depois, pela realização de um ecomapa que revelou a relação entre os grupos da rede, @s ativistas e o próprio Fórum.

Nos outros dois dias seguintes, houveram atividades mais focadas, com grupos de trabalho relacionados às frentes de ação do Fórum (mobilização, incidência política, educação popular e comunicação), projetos a serem realizados ao longo do ano e organização interna. Além disso, ocorreu uma atividade de formação sobre educação popular, cultura e trabalho sob a perspectiva de ação com as juventudes e por fim, a plenária de encerramento e deliberação sobre as propostas.

Sem dúvidas, o planejamento foi um momento intenso, de expressão coletiva das subjetividades, das personalidades políticas que integram toda a rede, com profundas reflexões, culminando em diversas propostas para o ano de 2016.

Além disso, também em fevereiro, o Fórum realizou uma oficina tendo como resultado a publicação de metodologias e um vídeo institucional a serem lançados nesse primeiro semestre. Durante esse primeiro trimestre os integrantes do Fórum participaram de vários espaços, reuniões como o da comissão do seminário do Centro de Referência de Juventude (CRJ), do conselho regional de psicologia, entre outros.

2016 já começa intenso e o Fórum traça caminhos para continuar e aprofundar suas lutas pelos direitos das juventudes.

Saiba mais sobre o Fórum em: http://forumdasjuventudes.org.br/forum-realiza-formacao-com-participantes-do-projovem-adolescente-em-bh/

Projeto Desembola na Ideia

Uma nova ação de extensão está sendo planejada pelo OJ. Ela será coordenada pelo Professor Pedro Castilho. Intitulado “Desembola na Ideia”, o projeto será desenvolvido com os adolescentes da escola Oi Kabum. Esta é uma proposta de intervenção dos alunos da UFMG orientados pelos profissionais do Oi Kabum juntamente com a supervisão professor.

Projeto Cine-debates

Também sob a coordenação do Prof. Pedro Castilho, o OJ pretende promover debates com profissionais da área (sociólogos, psicanalistas, antropólogos, educadores) e os cineastas que realizaram os filmes em torno de temas da adolescência na contemporaneidade tais como a violência, a delinquência, as experiências de escolarização, a evasão escolar, as situações de bulling e a questão do uso de drogas.
Este tema também será estudado em alguns encontros dos grupos de pesquisa do observatório á luz da psicanálise, da filosofia e da teoria social.
No dia 29 de março, tivemos o primeiro Cine-debate com o tema “Juventude e Violência na contemporaneidade: A vizinhança do Tigre” que contou com a participação do diretor do filme Affonso Uchoa, do psicanalista e psiquiatra Musso Greco e do professor da Faculdade de Educação (FaE) Pedro Castilho.

Veja fotos do encontro em: http://observatoriodajuventude.ufmg.br/cine-debate-a-vizinhanca-do-tigre-2/

Projeto Processos Educativos com Jovens

Em 2016, o Observatório da Juventude da UFMG inicia uma nova ação de extensão denominada “Processos Educativos com Jovens”. O projeto de formação visa potencializar reflexões e possibilidades de atuação de jovens em seus espaços. A ação acontecerá em parceria com o Fórum das Juventudes (http://forumdasjuventudes.org.br/) que em 2015 desenvolveu uma jornada formativa com três núcleos juvenis: Família Dandara, da Ocupação Dandara, na capital mineira; o grupo Mafiossos, de Santa Luzia, município da Grande BH; e o Nosso Sarau, atuante em Sarzedo, também na RMBH. Considerando que toda prática social é educativa, isto é, proporciona a construção de valores pelos sujeitos que a vivenciam, procuramos com esse projeto o encontro compartilhado de múltiplas experiências e saberes juvenis, assim como o diálogo sobre a condição juvenil e o direito à cidade. Esperamos alcançar cerca de 30 jovens para a participação das atividades educativas, no formato de oficinas, a serem desenvolvidas na Faculdade de Educação da UFMG. No primeiro semestre de 2016, a preparação das atividades demandará uma aproximação com a realidade dos territórios juvenis e de temáticas que envolvam as múltiplas condições jovens.

 

Grupo de Estudos do OJ

No dia 01 de abril, tivemos mais um encontro do nosso Grupo de Estudos, com o tema “A categoria juventude” que contou com a participação da professora Juliana Batista dos Reis.

Veja fotos do encontro em: https://www.facebook.com/profile.php?id=100011376313311

Nossos próximos encontros serão no dia 15 de abril com o tema “Culturas juvenis” e no dia 29 de abril com o tema “Adolescência e juventude”, ambos às 14hs, na Sala 1106, com a participação da professora Juliana Batista dos Reis.

Seminário Aberto – Juventudes em debate: Juventudes em luta: as ocupações das escolas em São Paulo

No próximo dia 12 de abril será realizado um seminário aberto com o tema “Juventudes em debate: Juventudes em luta: as ocupações das escolas em São Paulo juvenis”, às 14hs, no Auditório Luís Pompeu, com a participação do doutorando da faculdade de educação da UNICAMP, Jonas Medeiros.

 


Para enviar sugestões de notícias ou se você não quiser mais receber o Informativo OJ escreva para: estudosepesquisasoj@gmail.com


Expediente, pesquisa e produção: Luísa Nonato e Thais Naves de Araújo Santos

Coordenação: Geraldo Leão

Compartilhe:
Facebooktwittergoogle_plusredditlinkedinmail