Escrito em

INFORMATIVO

N˚ 27 – Agosto/2016

O que rola por aí

——————————————

 

 XII Caminhada da Visibilidade das Lésbicas e Bissexuais em BH

Em comemoração ao Dia da Visibilidade Lésbica (29/08), no sábado dia 27 de agosto, realizou-se em Belo Horizonte a “XII Caminhada da Visibilidade das Lésbicas e Bissexuais da Grande BH” com o tema “Lésbicas resistem, nenhuma de nós a menos”. A caminhada se encontra entre as medidas tomadas pelas militantes lésbicas no movimento LGBT, que levantam a bandeira pelas questões específicas das lésbicas e contra o machismo e misoginia predominantes na sociedade e até mesmo no movimento homossexual. Diversos coletivos construíram a caminhada de maneira horizontal, contando com a maior participação da juventude lésbica e bissexual. Vejam os depoimentos dessas mulheres que participaram da caminhada nos links abaixo.

Leia a notícia completa em: 

http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2016/08/29/interna_gerais,798766/semana-da-visibilidade-lesbica-entenda-a-luta-dessas-mulheres.shtml/

Saiba mais sobre a caminhada em:

https://www.facebook.com/caminhadalesbibh/?fref=ts/

 

 “Ocupa CRJ: ‘Onde a Quebrada se Junta’. # CRJ sem Juventudes não rola!”

Publicação da ANPED – Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Educação analisa a ocupação do Centro de Referência da Juventude de BH. Nos primeiros dias da ocupação, a sensação era de medo, mas também de entusiasmo na certeza da rebelião que ali se instalava. Neste período houve conflitos com a Guarda Municipal, que entrava nas salas, no auditório, acendendo as luzes enquanto os ocupantes estavam dormindo, com práticas de revista vexatória ou mesmo tentando impedir a entrada de outros jovens na ocupação. A partir da primeira negociação com a prefeitura, os jovens passaram a gerir o espaço de forma autônoma. 

Leia a notícia completa em: 

http://www.anped.org.br/news/ocupa-crj-onde-quebrada-se-junta-crj-sem-juventudes-nao-rola/2940-2/

Assista um vídeo sobre a ocupação em: 

https://vimeo.com/177577809/

 

3º Acampamento Nacional do Levante Popular da Juventude reunirá 7 mil jovens em BH

Nos dias 5 e 9 de setembro deste ano, acontecerá no estádio do Mineirinho, o 3º Acampamento Nacional do Levante Popular da Juventude. O evento reunirá 7 mil jovens do campo e da cidade, das universidades, escolas e periferias de todo o Brasil, com muita alegria, animação, mística, disciplina e vontade de transformar a realidade.

Nesse momento vivemos uma crise política e econômica, onde os direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras estão sendo ameaçados pelas classes dominantes, que querem retirar de nós os direitos já adquiridos e entregar nossas riquezas para empresas estrangeiras. Ao mesmo tempo, o sistema político brasileiro já demonstrou todos os seus limites e a necessidade de mudanças profundas nas suas regras e na forma de fazer política, para que possamos dar passos firmes e avançar nas reformas estruturais, como a saúde, educação, urbana e agrária.É nesse sentido, que o movimento realizará o acampamento, organizando e formando a juventude para refletir sobre a realidade, para construir um programa político para o Brasil e para traçar ações para o próximo período.

Saiba mais sobre o acampamento em:  

http://levantejuventude.wixsite.com/3acampa/inscricao/

https://www.facebook.com/events/1691302624465683//

 

“Racismo e desigualdade dominam debate da ONU sobre juventude no Rio”

Racismo e injustiça social foram os temas predominantes Dia Internacional da Juventude,evento realizado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)no dia 15 de agosto. Dezenas de jovens de diferentes perfis sociais foram convidados para participar de uma roda de conversa na sede da Fundação, em Manguinhos, na zona norte do Rio de Janeiro. O protocolo de eventos formais com altos dirigentes da ONU foi quebrado logo na abertura do encontro com os passos eletrizantes do grupo Dream Team do Passinho. Os passos eram acompanhados de músicas que falam sobre empoderamento dos jovens negros brasileiros.

Leia a notícia completa  em:

http://www.geledes.org.br/racismo-e-desigualdade-dominam-debate-da-onu-sobre-juventude-no-rio//

Assista os vídeos do evento em: 

https://www.youtube.com/watch?v=RKBvmGqSBP0/
https://www.youtube.com/watch?v=clt8oLioUvU/

 

Projeto de lei 6005/2016 visa garantir a manifestação de pensamento nas escolas

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) protocolou na terça-feira dia 16 de agosto, o projeto de lei 6005/2016 denominado “Escola Livre”. O projeto tem objetivo de combater iniciativas conservadoras que visam eliminar o debate sobre temas políticos e punir até com prisão professores que estimularem o pensamento em sala de aula (o famoso projeto “Escola sem partido”, rebatizado como “Escola do Partido Único”). De acordo com o deputado federal, “uma escola para a democracia não é uma escola “sem partido”, mas com muitos partidos, com muitas ideias, com muito debate, com muita análise crítica do mundo”.

Leia a notícia completa em:

https://jornalistaslivres.org/2016/08/jean-wyllys-protocola-projeto-escola-livre/
/

 

“Novo corte de verbas deixa universidades federais alarmadas”

Universidades federais mineiras reagem ao segundo corte orçamentário feito pela União no prazo de apenas um ano e meio. Esta semana, foi publicada no Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle, portal do Ministério da Educação (MEC) que trata do orçamento, previsão média de redução de 45% nas verbas de investimento (cerca de R$ 350 milhões) nas 63 universidades públicas do país para 2017. Nos recursos destinados ao custeio, a diminuição é da ordem de 18% na comparação com o que havia sido previsto para 2016. A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) espera reverter o quadro, convencendo o Executivo e o Congresso sobre a prioridade da área. A expectativa é manter os patamares deste ano, para não fechar as contas no vermelho e prejudicar mais de 180 mil alunos apenas nas 11 universidades públicas federais de Minas Gerais.

Leia a notícia completa em:

http://www.em.com.br/app/noticia/especiais/educacao/2016/08/12/internas_educacao,793358/novo-corte-de-verbas-deixa-universidades-federais-alarmadas.shtml

 

Acontece no OJ

——————————————

 

Fórum das Juventudes da Grande BH

Como desdobramento das negociações em torno da Ocupação do Centro de Referência, foi pactuado a criação de uma comissão com membros da prefeitura e sociedade civil para pensar e criar diretrizes acerca do funcionamento do espaço com uma gestão compartilhada. Para tanto, ummini conselho, do qual o Fórum participou, ajudou na promoção de um seminário para a discussão de metodologias que tangiam essa maneira de gestão com vários grupos de Belo Horizonte e Região metropolitana. A proposta do seminário também possibilitava a inscrição de outros grupos para ocupar as cadeiras referentes à sociedade civil para tornar a administração do espaço mais pluralizada.

O Fórum das Juventudes, por sua vez, esteve presente em todo o processo, desde a ocupação, até a idealização e participação do seminário, mas decidiu, com toda a rede repensar o tipo de atuação no espaço, haja vista a impossibilidade das eleições graças às divergências políticas e tumultos criados por certas entidades. No fim, o seminário foi adiado para o dia 10 de setembro desse mesmo ano, mas será dirigido por outras representações. Os coletivos que compõe a rede do Fórum ainda debatem sobre as formas de participação no espaço, para que sua abertura de fato seja realizada e sua gestão contemple o máximo de juventudes possíveis.

Para além do Centro de Referência da Juventude (CRJ), o Fórum das Juventudes se prepara também para pensar o evento “OKUPA”, expoente nas realizações do grupo.

Saiba mais sobre o Fórum em:

http://forumdasjuventudes.org.br/

 

Projeto Processos Educativos com Jovens

O projeto de extensão “Processos educativos com Jovens”, desenvolvido pelo Observatório da Juventude e pelo Fórum das Juventudes da Grande BH retoma suas atividades depois do recesso de Julho. Algumas reformulações na metodologia de trabalho estão sendo elaboradas, e novas ideias estão sendo propostas para esse semestre que inicia, tais como a de realizar um novo “Encontrão das Juventudes”, promover o intercâmbio d@s jovens com os quais viemos trabalhando, convidando-os para participarem de atividades nos territórios de Sarzedo e Santa Luzia. Além disso, está prevista a continuidade das oficinas/rodas de conversas que vinham sendo desenvolvidas em Sarzedo, abordando temas relacionados às relações de gênero e violência policial, e introduzindo novos temas, como a conjuntura política atual e sua relação com a juventude.

 

Encontros de Formação OJ

Nesse semestre as bolsistas do OJ realizarão “Encontros de Formação” juntamente com as/os pós- graduandas/os que serão mediadoras/os dos estudos. No mês de setembro os encontros acontecerão em três dias, 02, 16 e 30, na sala 3108 da Faculdade de Educação (FaE), às 14h, com os temas “Paulo Freire”, “Juventudes e Gênero” e “Juventudes e Religião”, respectivamente.

 

Grupo de Estudos do OJ 

No dia 09 de setembro, será realizado o primeiro encontro do nosso Grupo de Estudos, na sala de Teleconferências da Faculdade de Educação (FaE), às 14h. Com o tema “Juventudes e Individuação” e mediação de Symaira Nonato (FaE/PROEX/UFMG) e Juliana Batista (FaE/UFMG).

 

Seminário de Pesquisa OJ

No dia 26 de agosto, foi realizado o primeiro Seminário de Pesquisa do semestre. O trabalho acadêmico escolhido foi o da doutoranda Álida Alves (FaE/UFMG) que tem como tema “JUVENTUDES DOCENTES: Experiências de jovens professores/as principiantes de jovens em escolas públicas de Belo Horizonte/MG”. O evento aconteceu na sala de Teleconferências da Faculdade de Educação (FaE), às 14h. Os próximos seminários serão os da doutoranda Bréscia Nonato (FaE/UFMG) e da mestranda Aline Ferreira (FaE/UFMG), no dia 07 de outubro.

Veja fotos do evento em: 
http://observatoriodajuventude.ufmg.br/seminario-de-pesquisa-alida/

 


Para enviar sugestões de notícias ou se você não quiser mais receber o Informativo OJ escreva para: estudosepesquisasoj@gmail.com

Se você não quiser receber mais os Informativos do OJ, clique aqui.


Expediente, pesquisa e produção: Thais Naves de Araújo Santos

Coordenação: Geraldo Leão

Compartilhe:
Facebooktwittergoogle_plusredditlinkedinmail